canto_bus	ca_dir
canto_busca
canto_busca_dir
canto_busca
  • Twitter
  • Orkut
  • Facebook

24 de Maio de 2012

Conselho quer tirar quadros do programa Pânico do ar

 

João Porto_Brasília 247 – Está marcada para a tarde desta quinta-feira (24) uma reunião entre os representantes do Conselho Distrital de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, a deputada federal Erika Kokay (PT-DF) e o subprocurador-Geral da República, Aurélio Virgílio Veiga Rios, para tratar de uma representação contra o programa 'Pânico na Band'.

O texto considera que os quadros "Academia das Panicats" e "Maior Arregão do Mundo", violam os direitos humanos com cenas de tortura e violência. A representação está baseada nos artigos 127 a 129 da Constituição Federal e pedirá a substituição dos quadros por vídeos educativos com a finalidade de combater todas as formas de trote, divulgando uma cultura de paz, que enfrente a discriminação e combata assim a exposição vexatória das mulheres.

Segundo o presidente do conselho, Michel Platini, o programa tem grande parte de sua audiência formada por adolescentes e crianças. Na concepção de Platini, as cenas exibidas na atração incentivam a violência e o bullying.

Para a vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, deputada Erika Kokay (PT-DF), os quadros citados afrontam à dignidade da pessoa humana, na medida em que expõem as dançarinas, bem como os demais funcionários da emissora, a trotes, constrangimentos, torturas, mutilação e outros gestos vexatórios.

A representação será analisada pelo Ministério Público Federal (MPF) e caso a questão tenha procedência deverá ser encaminhada à justiça para ser julgada a permanência ou não dos quadros no ar.

Memória

Não é a primeira vez que o presidente do conselho dos Direitos Humanos participa de uma intervenção na programação da TV. Em 2005, Michel Platini integrava a organização não governamental que retirou o programa Tarde Quente, apresentado por João Kleber na Rede TV. O motivo foi semelhante, o quadro "Pegadinha" também foi considerado uma violação dos direitos humanos.



Voltar

     

Michel Platini - Telefone: (61) 8141-3113 (Operadora Oi)
E-mail: michelplatini@michelplatini.com.br