canto_bus	ca_dir
canto_busca
canto_busca_dir
canto_busca
  • Twitter
  • Orkut
  • Facebook

18 de Agosto de 2010

Uma Rede Pública que não precise de Paciência

 

  A situação da saúde no DF deve ser alvo de trabalho diário, sempre em busca de melhor qualidade no atendimento principalmente nas regiões administrativas.

Em 2008 à frente do FAPED Michel Platini iniciou a Campanha 70 dias de lutas com foco na Saúde com uma manifestação no estacionamento do Hospital de Base do DF (HBDF). Em clima de protesto, os manifestantes pediram mais atenção no atendimento aos deficientes, além do cumprimento de uma pauta de reivindicações enviada à Secretaria de Saúde em relação às más condições dos hospitais públicos do DF. 
 

Nos setenta dias, o Faped coordenado por Michel Platini visitou 11 hospitais do DF, entre eles o hospital de Ceilândia, o de Planaltina, de Brazlândia, Taguatinga e Hospital de Apoio de Brasília (HAB).

Entre os itens da lista de protesto da Faped estão interpretes de libras em hospitais e postos de saúde e placas de identificações em braile. Para Michel Platini  “a acessibilidade não é apenas para cadeirantes, não é colocar uma rampa e corrimãos nos locais, isto é o mínimo”.

Em 2009 Michel Platini organizou um Ato público em defesa do Instituto de Saúde Mental – ISM tendo como principal reivindicação uma política pública de qualidade para a saúde mental do DF. Como atividade paralela, no mesmo horário, foi realizada uma blitz do Conselho Distrital de Saúde, Conselho de Direitos Humanos do DF e outros órgãos e entidades que atuam nesta área.

Os organizadores do manifesto alertaram ainda que o ISM está atendendo a demanda encaminhada de diferentes instâncias da Justiça, mas que infelizmente o ISM não está preparado para mais esta assistência. “Não somos contra o tratamento psiquiátrico dos egressos de sistema penitenciário, consideramos que eles fazem jus a este direito, mas discordamos que este tratamento seja dado nas atuais instalações do Instituto de Saúde Mental”.

Em 2010 Michel Platini continua sua luta por melhores condições nos hospitais do DF e, como Conselheiro de Saúde, acompanha de perto várias demandas de pacientes internados no Hospital de Base e em várias unidades de saúde em todo o DF.

Incansável e sempre com o foco na atenção á saúde Michel Platini está atento a cada tentativa de desestabilizar o sistema único de saúde, neste sentido foi contra a terceirização do Hospital de Santa Maria e continua na luta pela melhoria da saúde pública no DF.

 

29 de Maio de 2010



Voltar

     

Michel Platini - Telefone: (61) 8141-3113 (Operadora Oi)
E-mail: michelplatini@michelplatini.com.br